Qual a relação entre diabetes e doença renal crônica? | CDRB

Qual a relação entre diabetes e doença renal crônica?

| 28 de agosto de 2020


Você sabia que a diabetes mellitus é a maior causa de doença renal crônica e de doença renal crônica pré-dialítica nos Estados Unidos e no mundo? Isso acontece porque a longo prazo, o acúmulo de açúcar no sangue pode comprometer o funcionamento de alguns órgãos, como os nossos rins. Nesse artigo, você vai entender mais sobre a relação entre essas duas doenças.

O que é diabetes?

Essa doença tem como principal característica níveis elevados de açúcar no sangue. Isso acontece pela falta da ação do hormônio insulina, que é responsável pelo transporte de glicose às células do nosso organismo. 

A longo prazo, a falta de controle desse acúmulo de glicose, também chamado de hiperglicemia, pode levar a lesões nos vasos sanguíneos e comprometer o funcionamento dos órgãos.

 

Quais são os tipos de diabetes?

Para entender a melhor forma de tratar os sintomas da diabetes, é preciso saber em qual dos tipos ela se encaixa. Conheça todos eles:

Diabetes tipo 1

É quando o nosso próprio corpo cria anticorpos que destroem as células do pâncreas responsáveis pelo hormônio insulina.

Diabetes tipo 2

É a maioria dos casos de diabetes. Acontece quando produzimos insulina, mas sua ação no organismo é comprometida. 

Esse tipo de diabetes geralmente está associado ao ganho de peso, porque o acúmulo de gordura dificulta a ação do hormônio.

Diabetes gestacional

Na gravidez, um dos hormônios produzidos na placenta para auxiliar no desenvolvimento fetal também reduz a ação da insulina.

Pré-Diabetes

É um paciente que tem níveis discretamente elevados de glicose no sangue, mas não o suficiente para ser diagnosticado com diabetes.

Qual a relação entre diabetes e DRC?

A diabetes tem relação com o surgimento e com a evolução da doença renal crônica porque em estágios avançados pode comprometer os vasos sanguíneos renais.

Se não adequadamente controlada, a diabetes leva a alterações nas estruturas responsáveis pelo funcionamento renal, danificando-as. Caso esta situação se perpetue, poderá haver lesões definitivas na filtração renal.

Neste cenário em que o funcionamento renal é gravemente afetado, ocorre a necessidade de tratamentos de substituição dos rins, como a hemodiálise ou a diálise peritoneal.

 

Como diagnosticar a doença renal diabética?

Existem várias formas de doença renal no paciente com diabetes mellitus. 

A doença renal diabética é um diagnóstico clínico, baseado na presença de perda de proteína pela urina, diminuição do funcionamento renal ou ambos, num paciente com diabetes há alguns anos. Eventualmente pode ser realizado um exame de biópsia renal para elucidação do quadro.

 

O que é nefropatia diabética?

O termo nefropatia diabética tem sido historicamente definido pela presença da perda de proteína, associado a uma alteração específica na visão, em pacientes com  tipo 1. 

A presença dessa perda de proteína foi considerada como um sinal precoce desse acometimento clássico, com alterações dentro dos rins bastante peculiares.

Posteriormente, a nefropatia diabética foi didaticamente subdividida em nefropatia estabelecida, devido à presença de perda de proteína em maior quantidade, como um espectro da mesma doença de forma leve a severa. 

 

Todo caso de nefropatia diabética leva à doença renal crônica?

É muito provável que a nefropatia diabética seja a causa da doença renal diabética em um paciente com DM (Diabetes Mellitus) tipo 1 com 5 ou mais anos de duração com presença de perda de proteína pela urina; essa frequência pode variar no paciente com DM tipo 2. 

 

Como evitar a doença renal diabética?

Dessa forma, através de um controle regular dos níveis de glicose no sangue e, se houver a presença de pressão alta, utilizar medicações que mantenham-na nos níveis ideais para a idade da pessoa.

Nós somos a CDRB, Clínica de Doenças Renais de Brasília, dispomos de nefrologistas capacitados e uma abordagem multidisciplinar para te atender. 

 

Marque uma consulta

Baixe agora

E-BOOK DE RECEITAS RENAIS

Paciente renal pode ter uma dieta apropriada e gostosa sim!