logo CDRB

Hipertensão, um mal do rim

| 15 de agosto de 2018


Em 16 de julho a Dra. Maria Letícia Cascelli de Azevedo Reis, diretora da CDRB, foi convidada para falar sobre o tema “Hipertensão, um mal do rim” na CBN Saúde. O objetivo era explicar que apesar de poucas pessoas saberem, a relação entre a hipertensão arterial e a saúde dos rins é uma linha direta.

E no dia seguinte, nossa nefrologista também concedeu entrevista ao programa Brasil Urgente da TV Band, explicando como a hipertensão não controlada pode acometer os rins.

Sobre o tema, vale ressaltar que quanto mais alta a pressão arterial, maiores os riscos à saúde. Pessoas hipertensas têm mais chance de terem infartos, AVC, insuficiência cardíaca e problemas renais.

Em estado normal, os rins filtram 25% de todo o sangue bombeado pelo coração. Nas pessoas hipertensas os rins são sobrecarregados. Ao longo do tempo, perdem lentamente sua função. Quando já existe a doença renal pela hipertensão, os próprios rins contribuem para o aumento da pressão, agravando a doença.

Seguem alguns cuidados para controle da hipertensão arterial:

  • Considera-se razoável que adultos com pressão inferior a 12 x 8 (120 x 80 mmg) tenham a pressão aferida a cada 2 anos.
  • Já pessoas com pressão na faixa de 12-14 x 8-9, devem ter a pressão aferida anualmente.
  • Aos já hipertensos, indica-se uma visita anual ao médico, com dosagens de glicose e creatinina no sangue e pesquisa de albumina na urina. Essas medidas mostram ao médico o estado de evolução da doença, para que se possa otimizar o tratamento.
  • Quando há alteração de creatinina e presença de albumina na urina, é aconselhável procurar o atendimento de um nefrologista.

Nossa revista

Novidades, dicas, eventos e as pessoas que fazem a CDRB estão aqui! Baixe agora a última edição da nossa revista e venha conhecer de perto o que aconteceu nos últimos meses!